sábado, 11 de dezembro de 2010

Rápido, garçom...

Me traga o seu melhor uísque que esse seu amigo aqui só tem algumas horas.
Adaptado do Matanza.

"Hoje fui a uma festa muito boa. Devo contar-lhes, meus queridos, mas está muito complicado agora. Álcool invade-me todos os espaços das entranhas..."

Rascunho de uma embriaguez desordenada.
Bom dia, meus caros. Como vão vocês? Ontem eu fui a uma festa fantástica: a festa da CDL, sensacional! Fantástica! Me apaixonei bastante por lá. Como sempre, um defeito primordial na festa. Nada de cerveja, só vinho e uísque. Como eu sou um guerreiro, passei a festa toda bebendo uísque no bom e velho vaqueiro, se é que você me entende. Sem gelo, sem água, sem nada. Puro. Uísque apenas. Lá pras tantas comecei a misturar com licor quando descobri que tinha licor por lá. É, eu fiquei completamente embriagado, já dá pra perceber. Cheguei em casa e tentei postar, mas não consegui, tava muito bêbado.
Complicado, não, meus querido?

Estou com uma ressaca de rachar o crânio nesse exato momento.
Meus queridos. Vou-me por hora. Preciso me deitar mais um pouco pra ver se essa rave na minha cabeça acaba.
Mentira, eu vou tomar uma cerveja e assistir o jogo.

Um abraço a todos.
Por trás, é claro.

2 comentários:

  1. Adoro isso de vc se apaixonar diversas vezes em todos os lugares!

    ResponderExcluir
  2. Se apaixonar é ótimo, então quanto mais, melhor.

    ResponderExcluir

O que queres?